14 de maio

COMO A RECICLAGEM PODE CONTRIBUIR PARA UM MUNDO MELHOR

Como a reciclagem nos ajuda a construir um mundo melhor? Ela é realmente a melhor forma de proteger o meio ambiente? Vamos responder essas questões e mostrar como funciona alguns tipos de reciclagem.

Na produção de celulose, principal matéria-prima do papel, é preciso derrubar algumas árvores. E para latinha de refrigerante existe, o pesado processo de mineração tem de acontecer para se extrair da natureza a bauxita do solo.

Essas atividades nos dão a noção do quanto o meio ambiente é sofre para atender nosso consumo. E mesmo que as empresas que se envolvam na extração dessas matérias-primas, tenham políticas de recomposição ambiental, nunca é suficiente.

 

 

Onde entra a reciclagem nesse contexto?

A reciclagem tem objetivo de reutilizar os resíduos sólidos de produtos que consumimos. Então, aquele copinho de plástico do café, ou o talher do aniversário não precisam ser destacados de vez. Eles podem passar por um processo de reciclagem, e compor novos produtos de plásticos.

Os plásticos, por exemplo, são biodegradáveis (aqueles que são consumidos por agentes biológicos) e recicláveis. Eles estão presentes em muitas situações do nosso dia a dia: embalagem de alimentos, sacolas de supermercados, vasilhame para refrigerante, caixas, etc.

Uma gama enorme de produtos provém desse material. Em relação a sua reciclagem, podemos classificar da seguinte forma:

– Mecânica – os produtos plásticos são transformados em grânulos, que darão origem outras peças plásticas.

– Química – uma reciclagem mais complexa, pela qual o plástico será decomposto antes de se tornar um novo produto.

– Energética – a ideia aqui é a partir da combustão do plástico gerar energia térmica.

Metal, papel e vidro também passam por processos semelhantes. O intuito é minimizar a extração de matérias-primas da natureza.

 

 

O segredo está no descarte

O descarte adequado de nosso lixo é o grande segredo para que o processo de reciclagem possa ajudar a melhorar a vida no mundo.

Destinar o que consumimos para lixeiras de coleta seletiva é a forma mais comum para isso.

Em muitas cidades do país existem associações e cooperativas que se predispõem fazer a coleta em nossas casas. Então, é preciso conhecê-las, e começar a fazer o descarte certo dos resíduos sólidos que produz, se deseja um mundo melhor.

 

Repense, reduza, reutilize e recicle. São quatro atos simples, mas que farão uma diferença enorme no seu dia a dia e também no meio ambiente. Não esqueça: o primeiro passo é sempre difícil, mas não é impossível. Tente e verás que é possível.

Se você gostou do blog e deseja aprender mais com dicas e curiosidades como essa, então a baixo vai mais alguns dos blogs que temos e que poderão ajudar você:

COMO E ONDE DEVE DESCARTAR SEU LIXO?

QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS ENTRE RESÍDUOS SÓLIDOS E REJEITOS?

CIDADES COM SISTEMA DE COLETA INTELIGENTE

 

Voltar